O Cox’s Bazar em Bangladesh, lar de mais de 900.000 Rohingya no maior campo de refugiados do mundo, está chovendo há mais de uma semana.

Nos últimos três dias, a área teve mais chuvas do que nos últimos 20 anos. Toda aquela água desceu por colinas íngremes que enfrentam acampamentos densamente povoados, causando inundações repentinas e deslizamentos de terra com risco de vida.

As inundações danificaram habitações temporárias feitas de bambu e lonas, matando pelo menos seis refugiados, três dos quais eram crianças. Eles também expulsaram mais de 20.000 Rohingya.

Mais de 700.000 rohingya fugiram para Bangladesh depois que Mianmar, uma maioria budista, lançou operações militares, principalmente contra a minoria islâmica.

Quando as enchentes começaram a afogar seus acampamentos, o Conselho de Refugiados da Noruega pediu a dois fotógrafos Rohingya, Yasin e Zia, para registrar as consequências. Isso é o que eles viram.

..

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *