O Procurador Supremo pediu a um juiz que investigava o assassinato de Jovenel Moise que acusasse o primeiro-ministro Ariel Henry de estar envolvido no caso.

O promotor-chefe do Haiti buscou processo contra o primeiro-ministro Ariel Henry em conexão com o assassinato do presidente Jovenel Moise em julho.

Bedford Claude, um promotor federal que é comissário do governo de Porto Príncipe, investigou o assassinato na terça-feira para processar Henry por estar envolvido no caso por meio de um telefonema supostamente feito com um dos principais suspeitos. Eu perguntei ao juiz quem estava fazendo isso.

Claude também exigiu que Henry fosse impedido de deixar o Haiti “devido à gravidade dos fatos expostos”.

“Existem concessões suficientes para processar Henry e buscar sua acusação completa”, escreveu Claude no pedido.

O porta-voz de Henry não foi convidado a comentar o assunto.

O assassinato de Moise em 7 de julho colocou o Haiti em uma crise mais séria, um país que já sofre com a instabilidade política generalizada e uma onda de gangsters.

consulte Mais informação…

..

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *